Qual é a melhor Graviola?

Nós comparamos os três produtos mais notáveis do mercado e ...

Beneficios del extracto de GraviolaOs habitantes da selva amazónica e seus arredores consideram o extrato de Graviola um remédio natural para o cuidado do corpo e para curar uma miríade de problemas de saúde: diabetes, dores musculares, artrite, indigestão, febres,… etc.

Neste artigo vamos falar sobre os benefícios do extrato de Graviola para a saúde, que não são novos, já que são usados há séculos na América Central e do Sul e vamos responder às tuas perguntas sobre estes produtos.

Extrato de Graviola, observações gerais

Na Amazónia existe a maior biodiversidade do mundo. Nas selvas do Amazonas encontramos infinitas espécies de plantas, ervas e muitas delas com inúmeros benefícios para a nossa saúde.

A Annona Muricata L (nome científico da graviola) é uma destas plantas. Esta árvore produz um fruto verde e espinhoso que além de ser delicioso para o paladar é muito benéfico para a nossa saúde.

Pode ser que o nome Graviola não te diga nada, menos ainda Annona Muricata. Tem muitos nomes, dependendo do país onde é consumido ou produzido. Guanabana, Guanaba, Guanabo, Corossol, Sinini, Soursop, Stingannone, Catuche…, não te assustes com a variedade que ainda há mais.

Os frutos, as folhas e a casca são tradicionalmente utilizados há séculos no tratamento de múltiplas doenças. A partir desta árvore podes usar (além da fruta) as folhas e a casca para fazer remédios de todos os tipos e pesquisas recentes até nos dizem a capacidade do extrato de graviola para combater o cancro.

Ingredientes do extrato de Graviola

O fruto da gravioleira é rico em vitaminas B1 e B2, e também em vitamina C. O fruto também possui uma série de minerais saudáveis e essenciais, como cálcio, zinco, potássio, magnésio e fósforo. Por favor, vê abaixo os seus valores nutricionais.

Graviola
Valor nutricional por 100 g
Energia 66 kcal 276 kJ
Hidratos de carbono 16.84 g
• Açúcares 13.54 g
• Fibra alimentar 3.3 g
Gorduras 0.3 g
Proteína 1 g
Tiamina (vit B1) 0.07 mg (5%)
Riboflavina (vit B2) 0.05 mg (3%)
Niacina (vit B3) 0.9 mg (6%)
Ácido pantoténico (Vit B5) 0.253 mg (5%)
Vitamina B6 0.059 mg (5%)
Ácido fólico (Vit B9) 14 μg (4%)
Vitamina C 20.6 mg (34%)
Cálcio 14 mg (1%)
Ferro 0.6 mg (5%)
Magnésio 21 mg (6%)
Fósforo 27 mg (4%)
Potássio 278 mg (6%)
Sódio 14 mg (1%)
Zinco 0.1 mg (1%)
% da quantidade diária recomendada para adultos.
Fonte: Base de dados de nutrientes do USDA.

No entanto, não só a fruta contém muitas substâncias vitais, mas a casca, as folhas e o caule são também uma boa fonte de antioxidantes. Estas substâncias vitais formam um escudo protetor contra os ataques de partículas agressivas (radicais livres) que podem danificar as células do corpo.

Escusado será dizer por que razão a investigação atual se centra neste super-alimento.

Utilizações tradicionais do extrato de Graviola

Como já dissemos, é utilizada na medicina tradicional há séculos pelas suas virtudes terapêuticas.

Vou listar algumas com base nas suas regiões de origem:

Peru.

Com as folhas, fazem um chá que podemos beber para tratar a inflamação da mucosa e expetorar o muco do nariz, garganta ou pulmões.

Amazónia

Na região amazónica, a infusão feita a partir de folhas de Graviola é amplamente utilizada como tratamento para reduzir os altos níveis de açúcar no sangue em diabéticos.

Nas ilhas das Caraíbas

Este chá (de Catuche nas ilhas de língua espanhola, Corossol nas ilhas de língua francesa e soursop nas ilhas anglófonas) é utilizado para tratar a tosse, a gripe e a asma. Mães recentes comem a fruta deliciosa para aumentar a produção de leite materno.

Em muitas partes da América do Sul,

O sumo de graviola é usado para tratar o escorbuto, enquanto a casca e as raízes são usadas como sedativos.

A Graviola hoje. Aplicações.

A maior parte da literatura atual sobre os usos e estudos científicos sobre as propriedades do extrato de Graviola é sobre cancro maligno, mas além desta importante aplicação há outras que achamos interessantes e também muito importantes do extrato natural de graviola.

Cancro

O fruto da graviola é muito rico em acetogeninas, um poderoso anticancro natural presente na família das Annonaceae, e na gravioleira a sua presença é muito elevada.

E como é que estas acetogeninas funcionam no nosso corpo para combater o cancro? Inibem a atividade mitocondrial respiratória das células cancerosas e impedem o crescimento, ou seja, “sufocam as células cancerosas”.

Mas a coisa verdadeiramente maravilhosa é que eles apenas “sufocam” as células cancerosas, deixando as células saudáveis completamente intactas.

Em alguns estudos, foi demonstrado que os extratos de Graviola são eficazes contra as células cancerosas em ratos vivos e no tecido humano no laboratório. Os resultados são muito promissores.

Os mais exaustivos e conhecidos são da Purdue University (West Lafayette, Indiana, Estados Unidos). Sim, podemos encontrá-los no google ou em qualquer outro motor de busca na internet.

Os estudos produziram estes resultados:

O extrato de graviola tem a capacidade de matar células cancerosas malignas de 12 cancros diferentes. Certos compostos de extratos de Graviola eram 10.000 vezes mais potentes para retardar o crescimento e destruir as células cancerígenas do que a droga de quimioterapia adriamycin comumente usada.

Fortalece o sistema imunitário.

Um sistema imunitário forte e saudável é um pré-requisito para uma boa saúde. A gravioleira fortalece o sistema imunitário e ajuda a controlar doenças.

Esta aplicação do extrato de Graviola é muito importante nos tratamentos de quimioterapia, uma vez que um dos efeitos secundários do cancro é destruir o sistema imunitário.

Diabetes

Como já estabelecemos anteriormente, tem sido usada para este fim durante séculos na América do Sul.

Bem, hoje há vários estudos que confirmam estas propriedades curativas:

Num estudo de 2008, os ratos diabéticos receberam extratos de Graviola durante 14 dias. No final destas duas semanas, os animais apresentaram níveis normais de açúcar no sangue sem serem tratados com qualquer outro tipo de medicação para o controlo da diabetes.

Um estudo semelhante foi realizado no Peru no ano de 2009, mas com pacientes com diabetes tipo 2 num hospital. Foi-lhes dado extrato de graviola sem qualquer outro medicamento padrão contra a diabetes. Os doentes no final de um período de dois meses apresentavam níveis de açúcar no sangue completamente normais.

Outro estudo mostrou que camundongos diabéticos que foram alimentados com graviola tinham níveis mais altos de antioxidantes no sangue, bem como enzimas hepáticas mais saudáveis. Além disso, eles mostraram um nível super reduzido de lípidos e gorduras nocivas no sangue.

Melhor digestão

A gravioliera tem propriedades antivirais e antiparasitárias e tem sido usada tradicionalmente para promover e melhorar a digestão. Pode ser usada para tratar a obstipação e a diarreia. A fruta é tradicionalmente consumida para eliminar vermes intestinais e outros parasitas.

Alto teor de antioxidantes

A gravioleira mantém os radicais livres afastados, uma vez que tem um teor muito elevado de antioxidantes. Estes radicais agressivos são a causa do envelhecimento rápido e das doenças a ele associadas. A planta medicinal ajuda a reparar e prevenir os danos celulares. A tua pele também vai parecer mais jovem e mais radiante.

Mais energia e melhor bem-estar

Os extratos de Graviola utilizados durante um período prudencial dão-te mais energia e diminuem a sensação de fadiga.

Além disso, os alcaloides que contém diminuem as sensações depressivas do cérebro.

Gota

Uma outra vantagem grande da gravioleira é que a planta pode reduzir a quantidade de ácido úrico no corpo e como sabes este é o gatilho desta consequência mais perturbadora.

Dores musculares e articulares

Os extratos de graviola são um remédio comprovado para as dores musculares, artríticas e até reumatismo. Os índios da Amazónia já usaram a planta para essas doenças.

Que extratos de graviola existem?

Os extratos de graviola são feitos de frutos e/ou folhas. Para isso, os frutos e as folhas são secos e pulverizados após a colheita. O caule e a casca geralmente não são usados para suplementos nutricionais. Os formatos que encontramos são o extrato de graviola em pó e o extrato líquido de graviola, este último por vezes conhecido como xarope de extrato de graviola, sendo os dois formatos o extrato natural de graviola.

Dosagem

A dose normal é de 1 a 3 gramas de extrato de Graviola por dia. As doses mais altas são usadas parcialmente por pacientes com cancro. Doses altas podem causar efeitos secundários leves, como sonolência e uma leve perturbação no estômago.

Tudo isto também depende do tipo de extrato que consomes e do fabricante. O melhor e mais recomendado é o extrato líquido de graviola ozonizada (Graviola Prozono), aconselhamos que tomes 40 mL diariamente com o estômago vazio e terás todo o poder deste grande produto no teu corpo.

Conclusão

O extrato de graviola é considerado um excelente remédio para a diarreia, obstipação, diabetes, asma e um sistema imunitário fraco na medicina tradicional da América do Sul. Além disso, a planta tem o efeito de melhorar o humor.

Em estudos científicos atuais, o extrato de Graviola apresenta efeitos anticancerígenos potentes.

É uma descoberta que está ao teu alcance e devemos agradecer à Mãe Natureza pelos dons que ela nos dá.

Share This